O que é rejuvenescimento vaginal?

Opções com e sem cirurgia

É uma prática médica estética capaz de restaurar a estrutura, a sensibilidade e a estanqueidade normal das paredes vaginais e da vulva. Melhora a aparência e até reverte a incontinência leve, ou seja, a perda incontrolável de urina ao espirrar, tossir, pular, correr ou rir.

Também melhora os sintomas frequentes da menopausa, como adelgaçamento, secura e inflamação das paredes vaginais devido à diminuição do estrogênio. Por outro

lado, aumenta a sensibilidade e lubrificação. Por outro lado, previne infecções vaginais, pois promove a união dos grandes lábios e simultaneamente produz a retração dos pequenos lábios, conferindo a toda a área a proteção que naturalmente teve na juventude. É uma intervenção reconstrutiva feita por ginecologistas ou especialistas.

Atualmente, além disso, existem opções sem passar pelo centro cirúrgico. A tecnologia de laser fotônico rápida, indolor e ambulatorial torna isso possível. Ao contrário da vaginoplastia, que requer anestesia geral, não requer dor, terapia medicamentosa ou internação hospitalar. No entanto, visam o mesmo objetivo de retesar a musculatura vaginal, obtendo maior força e capacidade de conter e estreitar o canal vaginal. Essas condições também podem ter sido perdidas no parto, não apenas por causa da idade.

A técnica não cirúrgica atua estimulando a remodelação do colágeno que proporciona maior sustentação à bexiga e a recuperação da função de continência. Os resultados podem ser vistos esteticamente, mas vão muito mais longe.

Artículos recomendados

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *